Ah… a praia!

Minha fascinação por ela é uma imensidão, é imensurável. E pensar que é formada na mais tranquila e paciente espera. Foram necessários milhões de anos para podermos desfrutar de algumas horas do dia; no meu caso, de um bom feriado. Largo meus afazeres e presto somente atenção nela. O vento que vem de lá traz-me uma felicidade que não encontro nesse lado de cá. Mesmo que seja por pouco tempo, faço tudo para que esse tempo seja necessário, não para que desfrute de tudo que ela ofereça, e sim para que eu sempre sinta vontade de visitá-la. Sua voz é tão linda que tem concha que teima a imitá-la. Repare como ela é completa. Sinto o quente da areia, o frio da maré que chega. Oferece-me comida. Nunca me canso de falar dos ensinamentos da natureza. Tudo que vale a pena deve ser cultivado na medida certa do tempo. O perfeito é criado sem muita pressa, tornando-se duradouro. Que assim seja meu amor por ela. Quente quando está perto, frio quando a saudade aperta. Alimentado por tudo que está dentro dela. E que surja no tempo certo, para que possamos desfrutar na medida certa por um tempo indefinido. Para que no final eu possa prestar somente atenção nela.

Anúncios
Ah… a praia!

31 comentários sobre “Ah… a praia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s