Poema e pintura

Acabo de ver Adelia Prado no Programa Roda Viva da Cultura. Além de deleitar-me com a entrevista, gostei de algo dito por ela: a pintura é o que mais se assemelha à poesia. E de fato traz a mim exato sentimento. Deve ser porque são nascidas de total silêncio e pessoalidade. Nada pode ser tão seu. A música pode até ser a vontade colocar esse silêncio em movimento. E o cinema pode até ser a música em sua idade mais madura. Mas realmente é o poema, junto com a pintura, a maior expressão de que o seu pode ser de todos.

Anúncios
Poema e pintura